Você é uma daquelas pessoas que, frequentemente, sofrem com dores de cabeça? Aproximadamente 90% da população adulta têm pelo menos um episódio de dor de cabeça durante a vida. Para a maioria considerável das pessoas, a dor de cabeça é um problema de saúde significativo.

De acordo com o fisioterapeuta e osteopata Eduardo Silveira Bicalho, vários tipos de cefaleia podem ser tratadas com Osteopatia, incluindo as cefaleias relacionadas a problemas da coluna cervical, as de origem miofacial e as que tenham componentes originários de congestão venosa podem ser tratadas com técnicas de Osteopatia, obtendo respostas positivas, rápidas e eficazes.

As dores de cabeça também podem ter origens da coluna. As de origem cervical são cervicogênicas e às vezes são mal diagnosticadas como cefaleias ou enxaquecas. Os sinais e sintomas da dor de cabeça de origem cervicogênica são os seguintes:

  •         Agravamento da dor por movimentos do pescoço ou posturas;
  •         Pressão sobre o pescoço em sua parte superior;
  •         Inicia na base da cabeça, onde o crânio se encontra com o pescoço e se espalha para cima e ao redor da cabeça;
  •         Sensibilidade crítica à luz (fotofobia);
  •         Sensibilidade ao som (fonofobia);
  •         Náuseas ou vômitos;
  •         Cabeça latejando;
  •         Variação de níveis de dor, sendo mais ou menos intensos, ocorrendo todos os dias;
  •         Acentuada sensibilidade na região suboccipital (região na base posterior da cabeça);
  •         Em peso ou pressão ou aperto, muitas vezes simulando uma faixa ou capacete apertado em volta da cabeça.

O papel do profissional é diagnosticar qual ou quais tecidos desencadeiam os sintomas e, após essa investigação, melhorar a capacidade funcional. O  diagnóstico é baseado no histórico clínico do paciente, investigando o tipo de cefaleia, e nas suas possíveis causas. Depois de uma entrevista ampla e objetiva, é realizada a inspeção estática, quando são analisadas as tendências posturais para relacioná-las ao histórico clínico do paciente. Em seguida, o osteopata realiza testes de mobilidade sobre os tecidos corporais na busca de problemas mecânicos que possam ter relação com as dores.

É importante ressaltar que essas técnicas são indicadas a qualquer tipo de pessoa, sem restrição de idade. Porém, em alguns casos há contraindicações que cabe ao osteopata, que tem qualificação para isso, designar o que deve ser feito em cada situação.

Mais de Instituto Mood

Mood Academy – Pesquisa

O Instituto Mood teve na data de 22 de Abril de 2019 a aula inaugural com a apresentação de mais um alicerce para a instituição – PESQUISA. A pesquisa no instituto Mood tem como...