Reabilitação

Dores Crônicas

Todas as pessoas em algum momento da vida sentirão dor, seja em um simples corte do dedo em sua casa ou até mesmo após uma lesão por esforço excessivo. Em condições normais a dor não mais existirá quando houver a cicatrização completa do tecido lesado.

Dores Crônicas

A dor crônica é diferente pois o cliente pode sentir dor mesmo na inexistência de uma lesão ou alguma explicação anatômica. Tal fenômeno ocorre por alterações no nosso sistema nervoso que levam a uma alteração na regulação da percepção da dor. É definida como “dor sem valor biológico aparente que persistiu além do tempo normal de cicatrização do tecido”. É também definida como dor que persiste além do ponto em que se espera que a cicatrização esteja completa (geralmente levada em 3 a 6 meses) ou que ocorre em processos de doenças em que a cura não ocorre. A dor pode ser contínua ou intermitente. Pode também ser sentida por aqueles que não têm evidências de dano tecidual ou razão biológica para a dor. Esse fator de “causa desconhecida” geralmente resulta em dificuldade em chegar a um diagnóstico correto.

A dor crônica pode ser difícil de diagnosticar e tratar. Por isso o cliente deve procurar médicos e fisioterapeutas especialistas em dor, para que o sucesso no tratamento seja atingido. É importante que você esteja preparado para fornecer ao seu médico e fisioterapeuta o máximo de informações possíveis durante sua consulta. Você pode fazer uma lista com as características dos sintomas, como por exemplo:

  • Quando a dor começou;
  • O início da dor foi gradual ou repentino;
  • Se a dor te traz sentimentos como tristeza e/ou ansiedade.
  • A dor teve início após algum trauma ou acidente;
  • A descrição da sua dor (em queimação, dor em repouso, durante movimentos, etc);
  • Regiões do corpo onde a dor irradia;
  • Quão severa é a dor ao longo do dia;
  • Em que momento do dia a dor piora (durante o dia, ou a noite);
  • Se a dor afeta sua capacidade de trabalhar ou nos seus relacionamentos familiares;
  • Se a dor te causa insônia ou dificuldade de se concentrar;

Tais informações são importantes para que o médico e o fisioterapeuta compreensão profundamente seu caso e que o tratamento seja corretamente indicado, levando a maior sucesso.

Fisioterapia especializada no tratamento de dores crônicas

As dores agudas são de absoluta importância para sobrevivência dos seres vivos, indicando que algo vai errado, necessitando de diagnóstico causal, tratamento rápido e o mais eficiente possível e, frequentemente, é o que acontece. A dor aguda não tratada adequadamente pode levar à dor crônica e se torna a própria doença do cliente.
Conviver com essa sensação não leva apenas ao desconforto, mas compromete o bem-estar social e emocional do indivíduo. Dessa forma, a gravidade de uma dor crônica não depende somente da causa, ou seja, do potencial de lesar o organismo; depende também do quanto esta dor limita a vida da pessoa, seja impedindo de realizar o trabalho e o lazer, seja obrigando o indivíduo a usar uma quantidade excessiva de medicamentos. Assim, o impacto social e econômico de qualquer dor crônica é enorme e a expressão da dor e a forma de encará-la variam de acordo com a cultura, as experiências anteriores de cada indivíduo e também com o gênero.

No passado resolviam-se as doenças e as dores somente com medicamentos. Atualmente, os profissionais de diversas áreas atuam conjuntamente com um único objetivo: eliminar ou controlar a dor, promovendo o bem-estar do indivíduo. O trabalho multidisciplinar é a chave do sucesso, pois combina analgésicos e outros medicamentos com exercícios, terapias manuais, shiatsu, osteopatia, Yoga, massagens, acupuntura, dentre outras técnicas para alívio dos sintomas.

Como é realizado o tratamento

No Instituto Mood, a partir de uma avaliação prévia, será estabelecido um programa de tratamento adequado com utilização de recursos e técnicas tendo como objetivo, por meio de uma abordagem multiprofissional e interdisciplinar, o alívio da dor e outros sintomas, auxiliando para que o indivíduo viva o mais ativamente possível, com qualidade de vida, dignidade e conforto.

A avaliação do cliente deve conter elementos como a cronologia da evolução da doença, os tratamentos já realizados, as necessidades atuais e os sintomas. Uma avaliação funcional pode ser de grande valia para evidenciar a evolução da doença e o melhor recurso a ser utilizado em cada fase.

Dentre os tratamentos utilizados pelo profissional estão: técnicas para alívio da dor; para alívio dos sintomas psicofísicos, atuação nas complicações osteomioarticulares, reabilitação de complicações linfáticas, atuação no sintoma de fadiga, melhora da função pulmonar, dentre outros. Na terapia a seleção de técnicas deve respeitar a utilidade e resultados esperados. Implementar técnicas sem estabelecer objetivos claros gera insegurança e diminuem a confiança do cliente.

Assim, o benefício a ser buscado é qualidade de vida e alívio dos sintomas, dando oportunidade, sempre que possível, para a independência funcional do cliente. Portanto, aliviar a dor física com medicamentos pode ser tão importante quanto proporcionar uma boa adaptação psicológica à doença, por meio de suporte físico, emocional e espiritual.

Conheça nossos diferenciais de perto e sinta como o Instituto Mood pode ajudar você a alcançar seus objetivos

Agente uma visita